terça-feira, agosto 04, 2009

Tem um dragão na minha garagem!


Recentemente li um livro que deveria ser obrigatório para qualquer pessoa.

Na verdade é um livro meio perigoso... Talvez pior do que o Necronomicon. Se este último tem o poder de enlouquecer quem o lê, o primeiro tem o poder de retirar qualquer um da loucura.

E isso é perigoso, Dr, Claudio Gaspari?

Claro que sim. Tem coisa mais chocante que embaralhar sua mente e fazer você entrar em conflito com toda sua crença?

O nome do livro é "O mundo assombrado pelos demônios: A ciência como uma vela no escuro" do cientista, astrônomo e escritor Carl Sagan.


Antes de falar do livro cabe uma pequena explicação sobre o autor. Carl Sagan foi simplesmente "O cara".

Como cientista e astrônomo ele foi consultor e conselheiro da NASA. Desde os anos 50 ele esteve envolvido com projetos espaciais, sondas interplanetárias e esploração do cosmo. Se dedicou especialmente à "Exobiologia" que é basicamente o estudo da vida fora da Terra. Não apenas de extraterrestes, mas também da manutenção da vida humana no espaço.

Também foi o maior incentivador do projeto SETI, que busca sinais de vida inteligente alienígena.

Mas foi como escritor que ele pode ter transformado o mundo. Sua característica principal era levar as complexas e obscuras teorias físicas e científicas para o leigo. Sua escrita fácil e didática permitiu que o mundo conhecesse a ciência praticamente se divertindo.


Ele ficou famoso nos anos 80 sendo principal responsável pela série "Cosmos". Nela Carl e sua esposa Ann puderam divulgar ciência pura de forma divertida para mais de 500 milhões de pessoas. Recentemente , em 2008, o canal TV Escola reprisou os capítulos de "Cosmos" devidamente dublados. A versão escrita dos capítulos da série até hoje é a publicação científica mais vendida no mundo.

Mas se você não assistiu "Cosmos" ainda pode ter conhecido outra obra sua. Sabe o filme "Contato", com Jodie Foster? Pois é... É baseado no seu romance de mesmo nome. O filme enfoca o desejo humano de encontrar vida em outros planetas. É interessante ver como fé e ciência se chocam e tentam encontrar um meio termo.


Uma cena que ficou na minha memória foi quando os cientistas tiveram a possibilidade de enviar alguém para entrar em contato com possíveis alienígenas e discutiam quem seria essa pessoa. A escolha mais óbvia seria Jodie Foster mas ela foi descartada por não acreditar em Deus.

Quando questionou o motivo da relevância disso num projeto altamente científico a resposta foi algo como:

"- Quase a totalidade dos humanos acredita num ser superior, de uma forma ou outra. Como vamos enviar uma pessoa para ser a porta voz da humanidade se ela não representa a maioria?"

A obra de Carl Sagan influenciou vários filmes, jogos e livros ao redor do mundo. Difícil encontrar um cientista que não faça referência a ele.

Agora que já sabem que é Carl Sagan, voltarei ao livro que li e fazer um pequeno resumo de uma das suas partes mais interessantes:


Imagine uma conversa entre você e um amigo.

Ele te diz com toda a firmeza:

-Tem um dragão na minha garagem!

-Caramba!-pensa você- Se isso for verdade vamos ficar ricos! Imagine expor ao mundo um dragão!

Então vocês vão em direção à garagem, mas você não vê nada.

-Onde está o dragão?

-Ih...Você queria ver? Não dá por que ele é invisível...

- Beleza, então... Um dragão invisível deve ser mais valioso do que um visível. Vamos jogar farinha no chão... Assim a gente sabe onde ele está pelas pegadas.

- Também não vai funcionar por que ele flutua.

-Bom... Então vamos jogar tinta nele... Assim podemos vê-lo!

- Assim também não vai... Ele é intangível...

-Caramba! Pelo menos ele solta fogo pelas ventas?

- Sim... Isso ele faz, mas o fogo também é invisível.

-Então fica fácil. Usamos um visor infravermelho para detectar e...

-Não, não... O fogo é atérmico.

Putz... Um dragão invisível, que flutua, intangível e que solta baforadas de fogo atérmico...Como você sabe que ele está aqui?

-Eu sei.

Então você explora inúmeras possibilidades de detectar o tal dragão, mas todas são rebatidas pelo seu amigo, que sempre cria barreiras.

Quando você cansa e questiona como seu amigo sabe que o tal dragão está lá, ele te dá explicações impossíveis de se comprovar. Coisas como "Eu sonhei com isso" ou "Aprendi uma técnica milenar para encontrar dragões invisíveis" ou ainda "eu me comunico com ele por telepatia".

É quando você começa a achar que não é o dragão que está errado... É a mente do seu amigo que desbirutou de vez. Mas ele é uma pessoa culta....Como pode realmente acreditar nisso?

No final, era para você estar irritado com a história sem pé nem cabeça de seu amigo, mas é ele que se irrita com você.

-Sua mente é muito fechada. Com seu ceticismo você nunca vai ter boa vontade de crer no poderoso dragão!

Agora vamos imaginar que a história se espalhe e várias pessoas também descubram que tem um dragão na garagem. A ciência, obvio , vai tentar encontrar o dragão. Afinal começam a dizer que ele tem poderes de cura e previsão do futuro.

Mas claro que os cientistas não conseguem encontrar os dragões. Os desgramados só aparecem para determinadas pessoas que dizem usar o poder do dragão para prever o seu futuro, curar milagrosamente, fazer voltar a pessoa amada em 30 dias ou o seu dinheiro de volta...

Então chegamos ao ponto:

-Qual a diferença entre um dragão intangível, flutuante, invisível, que solta baroradas de fogo atérmico para um dragão que não existe?

Se eu não posso provar que o dragão inexiste, isso é prova que ele existe?

Quem tem a razão nessa hora? A ciência ou a fé?

Uma vez eu li uma frase que dizia:

"Só por que ninguém nunca viu um unicórnio rosa, não significa que ele não existe"

Como saber se é o método científico que está errado?

Então começam a aparecer evidências do dragão. Na Califórnia alguém achou uma rara pegada de Dragão invisível. Mas a ciência pode provar que pode ter sido forjada. Já na China alguém aparece com o dedo queimado por uma rara manifestação do fogo atérmico do dragão. Mas quem garante que ele não se queimou com um isqueiro?

Um homem no Brasil diz que pode detectar a presença do dragão usando bastões magnetizados com aura, mas só ele consegue fazer isso pois consegue entrar em contato com a energia cósmica.

A história do dragão invisível, claro, você pode levar para qualquer uma das pseudo ciências. E pior...Para qualquer religião.

Esse é o momento perigoso. Quando você começa a questionar sua própria fé. Quando se livra do medo de lutar contra alguém invisível e poderoso e percebe que o dragão pode não existir. Quando percebe que todas as "provas" da manifestação do dragão podem ser rebatidas e a única coisa que a segura é o desejo que ele realmente exista.

Mais perigoso ainda é pensar da seguinte forma. Se hoje alguém te contar a histíoria do dragão, claro que você vai achar que é loucura e não vai engolir.

Difícil, no entanto, é você ter sido criado desde a infancia ouvindo falar do dragão, sem nunca questionar e , depois de adulto, perceber que ele não existe.

Teria você coragem suficiente para dizer para si mesmo: "O dragão não existe" ?

É esse o motivo que você acredita tanto no seu dragão e acha que os dragões dos outros são histórias muito cabeludas para acreditar.

Não sei se eu consegui fazer você alcançar a profundidade disso... Acho que não. Mas leiam o livro, se tiverem oportunidade... Ou não leiam, acho mais seguro.

De qualquer forma eu ainda acredito no meu dragão... Só não acredito nas histórias que inventam para chegar até ele.

Mas que o livro dá uma coceira na mente, isso dá..

.

5 comentários:

Christian Magno disse...

Otima materia muito bem feita,adoro temas misticos como esse do Dragon.
Apesar que vemos dragao a todo momento ne =P

Anônimo disse...

o dragão é suas crenças

Ana Carolina disse...

"... você acredita tanto no seu dragão e acha que os dragões dos outros são histórias muito cabeludas para acreditar."

Lembrei da minha tia conversando comigo sobre a novela "caminho das índias" assim que ela começou a passar, falando sobre a história de Ganesha, dizendo que não conseguia entender como tanta gente acreditava numa história absurda daquela...

Aí eu tive que rebater: Ué, a senhora acredita que um homem andou sobre a água, transformou água em vinho e alimentou milhares de pessoas com 5 pães e 2 peixes e saciou a fome de todos, ainda sobrando comida...

Ela se calou! =)

luancordeiro disse...

ahuahau muito boa essa do Dragão!!! eu cheguei nessa fase de me perguntar e agora tenho coragem de assumir para mim q o Dragão que tanto escuto falar nao existe???? bem como vc sabe tomei minha decisão.

ALPHA BLACK WOLF disse...

Eu acredito em dragões
Os dragões não existem!
Ai não?e porque?
Porque não os vejo
E o ar consegues vê lo?
Não
É como é que sabes que ele existe?
Bem...Não sei
Então porque que os dragões não existem?
...Não sei
O humano nunca teria imaginação para tanta coisa como duendes fadas dragões, nem tudo que não ce vê não existe eu estou me prestes a torna me mago,sabem porque que não vem os dragões?
Porque eles estão ligados a terra noutro plano astral, através duma minhoca cósmica(túnel)
Coisas não podem ser vistas com olhos humanos poluídos, ou seja,quer ter uma experiência?
Esvazi sua mente e fale tiamat rainhas dos dragões me de premissao para falar com seus filhos e sua bênção
Ce vc for aceite você irá sentir algum sinal, ce não vc estará muito poluído ou estressado,
Mas para quem conseguio diga o que sentiu,...com um grande bater de asas Pedro mouco