quarta-feira, junho 10, 2009

Futebol Sobrenatural - Mitos e Superstições




Brasil! País do Futebol ... E o sobrenatural anda lado a lado com esse esporte que acirra os ânimos de qualquer brasileiro principalmente em época de Copa do Mundo.


A superstição faz parte do jogo. Cada um tem sua forma de externar isso. Tem um amigo que jura que o Brasil só ganhou a Copa de 94 por que ele assistiu a todos os jogos com um chaveiro da sorte... Ai do país se ele perdesse esse chaveiro!





Eu mesmo tinha uma caveira de estimação que assistia a todos os jogos com a galera (Coisa de estudante de odontologia) na Copa de 98. Acontece que na final, ela não estava comigo... Então aceito a responsabilidade pela derrota do Brasil.





Já nas olimpíadas de Atlanta em 96, na final, o Brasil vencia por 3X1 quando acabou o primeiro tempo. Já está vamos comemorando quando um amigo ligou e disse que ia ver o segundo tempo com a gente. Assim que ele chegou o Brasil marcou mais um...e foi anulado. Em seguida a Nigéria fez um...e depois mais um, empatando a partida que parecia ganha. O jogo foi para a "morte súbita". Quem fizesse o primeiro gol ganhava...Adivinhe quem fez? Nigéria, claro...Tudo culpa desse amigo!!! Até hoje ele é marcado na turma por isso. Esse é o famoso "Pé frio". Todo mundo conhece algum.





A origem da expressão "pé frio" se perde no tempo, mas é fato que depois que se instala, nunca mais sai do camarada. O mais famoso Pé frio da atualidade é o Presidente Lula. Querem fatos?


  • Popó, lutador de boxe, estava no auge...Até que presenteou Lula com luvas. Afundou.
  • Guga cometeu o mesmo erro. Presenteou Lula com uma raquete e decretou seu fim.
  • O Corinthians que o diga. Depois que presenteou Lula com uma camisa, o time caiu pra segunda divisão.
  • O jogador Roberto Carlos presenteou Lula com uma camisa da seleção e o Brasil foi desclassificado pela França.
  • A seleção brasileira de volley, "inderrotável", recebeu a visita de Lula e perdeu no Brasil o título da Liga Mundial.
  • Diego Hipólito, super favorito ao ouro nas olimpíadas de Pequim, teve um encontro com Lula...e se arrombou.
  • O Botafogo em 2007 , nas vésperas da decisão da Copa do Brasil, presenteou Lula com uma camisa...e perdeu para o Figueirense.
  • O Fluminense ia muito bem na Libertadores em 2008 até que recebeu a visita de Lula, perdendo o campeonato para a LDU.


E o pé frio de Lula não é só no futebol. O cantor Lenny Kravitz estava num maior sucesso até que deixou Lula fingir que estava tocando sua guitarra...Afundou nas paradas de sucesso.




Ah! E as famosas lendas de macumbeiros contratados? Uma história que contam muito aqui na Bahia foi sobre as finais do Campeonato Brasileiro de 88 contra o Internacional. O primeiro jogo foi vencido pelo Bahia em casa de virada. No jogo seguinte, no Beira Rio, os jogadores do Bahia se depararam com um "presente" no vestiário. Uma grande cabeça de boi na entrada, sangue pra todo lado, velas pretas...Coisa de louco! Uma macumba gaúcha, pode? Mas não foi problema pois o "Alemão", massagista do Bahia, era um macumbeiro de primeira e tratou de desfazer o "feitiço" com seu sal grosso, alecrim e muita alfazema. Ele usou tanto que os repórteres ficaram enebriados com o cheiro. O fato é que "Alemão" salvou o Bahia, pois as macumbas se anularam e o jogo ficou no 0x0, dando o título para o time do Nordeste. De qualquer forma, aqui na Bahia se diz muito que "Se macumba ganhasse jogo, jogos entre o Bahia e o Vitória terminariam sempre empatado". Mas o que vale é o psicológico!





Enfim...Vocês devem ter milhões de histórias desse tipo. Tem a camisa da sorte, meia da sorte, cueca da sorte, moeda da sorte, patuá, terço, crucifixo... Tudo para o sobrenatural conspirar a favor do nosso time. Se bem não fizer, mal também não faz!





Isso falando de torcedor, mas os próprios jogadores e técnicos tem suas formas de convocarem os espíritos, Jesus, orixás, bicho papão...Qualquer coisa que ajude o time. Tem jogador que só entra em campo com o pé direito. Se entrar com o esquerdo é derrota na certa. Alguns goleiros fazem suas preces e depois beijam a trave como se aquilo fosse blindar a passagem de qualquer bola. Cobradores de faltas também costumam beijar a bola antes de acertar a bichinha com um violento chute. É como se pedisse desculpa antecipadamente pela porrada.





Outra famosa expressão sobrenatural do meio é a "caveira de burro" Não se sabe ao certo quem usou pela primeira vez, nem quando. O fato é que existe uma superstição, quase uma simpatia, que diz que se enterrar uma caveira de burro próximo à meta (para os não entendidos, meta é a área destinada ao goleiro num campo de futebol) , o goleiro terá um azar danado. Sempre achei essa lenda uma burrice (com o perdão do trocadilho), afinal numa partida os dois goleiros atuarão nessa meta ao trocar o campo para o segundo tempo. De qualquer forma a expressão pegou e hoje é usada para descrever um local azarado qualquer.





Outra expressão usada com uma certa constancia é o "Gol espírita". Lá está a bola, calmamente indo em direção aos calmos braços do goleiro... Uma bola fácil. Mas...Estranhamente a bola faz um desvio totalmente fora da lógica, engana o defensor que acaba recebendo um frango e tem que buscar a bola no fundo da rede. Como a bola fez aquele desvio? Vento? bateu num montinho de terra e desviou? O fantasma de Garrincha resolveu aumentar o número de gols marcados? Quem sabe?





Um bom exemplo de Gol Espírita:













A seleção Brasileira de Futebol também tem uma zica com cor de camisa. Hoje estamos acostumados a ver eles jogando com amarelo (oficial) e azul (alternativa). O fato é que o uniforme do Brasil era branco. Foi na copa de 54 que o Brasil começou a usar o uniforme amarelo. Na final da copa de 58, o país iria enfrentar a Suécia, que também usa o amarelo. Pelas regras de cortesia da época, o anfitrião permitia que o visitante usasse a cor oficial, mas a Suécia não aceitou e a Fifa marcou um sorteio. O Brasil, indignado, nem foi ao sorteio, que foi "vencido" pelos suecos. A opção era o branco...Mas a galera ficou receosa, pois a última vez que o time tinha usado essa cor foi na final da copa de 50, quando perderam em casa para o Uruguai. Então alguém teve a brilhante idéia de usar azul. Funcionou e o Brasil ganhou ! Depois disso a única vez que a seleção usou o branco foi num jogo amistoso comemorativo de 100 anos da Fifa, mas só no primeiro tempo...depois o amarelo voltou!




Para concluir nossa matéria que tal uma foto fantasmagógica? Nesta temos o jogador Washington sentado e um estranho vulto no canto esquerdo. Fantasma? Sombra?




E você? Qual a sua história? Conte para nós nos comentários!!!

5 comentários:

Waysman disse...

putz, acho que fantasmas não gostam de mim, ja joguei futebol, volei e até andei de skate, mas nunca nem cheguei a ver um... Vou continuar tentando...

diogo disse...

kkkkkkkkKK Lula kKKKKKKKKKKKK

Mônicats disse...

Adoro a ociosidade do Wes e do Claúdio, sempre nos brindam com boas matérias.

Fabíola disse...

Lula deveria ir morar na Argentina...

Anônimo disse...

certo dia eu tava numa pelada e a bola caiu pra fora do alambrado, eu meu amigo nos distraímos e quando olhamos denovo ela estava do lado de dentro do campo. e só tinha nós dois ali num raio de 500 metros. isso é sério cara, foi muito estranho.