domingo, dezembro 13, 2009

O Segredo da Felicidade



Hoje eu passei o dia filosofando sobre a vida. Bobagem de quem não tem o que fazer, não? Na verdade eu fiz muito. Mas nos tempos vagos eu pensava e pensava.

Nessa viajada que dei, acabei reunindo idéias... Pensamentos soltos e quando vi o que eu tinha, me espantei.

Acabei descobrindo o Segredo da Felicidade. Sei que parece tema de livreco de auto-ajuda de bolso. Daqueles que se vende em cada esquina e enriquece o escritor... Mas eu não devo ganhar nem um centavo por isso.

Também descobri que não existe uma fórmula geral... Eu descobri o segredo da "minha" felicidade. Vocês já devem ter lido isso também em algum desses livros... Mas é verdade.

Em todo caso existem certos itens que podem ser aplicados na maioria dos casos.

Bom... Depois de pensar em tudo fiquei me questionando se eu deveria passar isso para alguém. E se devesse, seria num blog sobre assuntos sobrenaturais? Sei lá...Pelo menos aqui eu tenho uma galera legal que me acompanha e pode, quem sabe, desfrutar um pouco dessas regras. Sei que nem todos comentam nos textos, mas ei! Eu sei que vocês entram aqui...Temos uma média de 500 a 1000 visualizações de página por dia. Então viva!

Enfim...Se me permitirem, vou dar essas dicas. E não... Eu não uso filtro solar!

A primeira regra é: Pare de usar relógio de pulso.

As mulheres não vão gostar muito dessa... Para elas o relógio é mais uma peça de roupa do que um utilitário. No entanto, se querem sentir-se livres uma vez na vida, não usem relógio de pulso. E isso vai te fazer feliz? Acreditem...Vai ser a coisa mais reconfortante da vida de vocês.

Como descobri isso? Eu sempre usei relógio de pulso como todos vocês. Um belo dia eu esqueci. Cara! Me sentia pelado! Olhava o braço por segundo, mesmo sabendo que ele não estava lá e me sentia totalmente perdido. Sempre que tinha alguém do meu lado eu perguntava as horas. Cheguei a ser inconveniente. Mas realmente me fez falta. Foi uma manhã realmente agoniada. Como só voltaria pra casa à noite, sabia que iria ficar sem rumo durante todo o dia. Eu tinha a opção do relógio do celular, mas ele não é tão fácil como o relógio de pulso. Sou cirurgião dentista , então não podia ficar com ele na minha frente o tempo todo para ver as horas.

Sabe o que aconteceu? Contrariando minhas expectativas, a tarde foi maravilhosa. Nem vi o tempo passar. Ainda teve outro benefício. Senti que atendi meus pacientes mais focado no problema deles do que no tempo que eu deveria ficar com eles. Trabalhei feliz e melhor.

No dia seguinte, ao me arrumar para sair, olhei para o relógio em cima do criado mudo e ... Deixei ele lá. Sei lá...Vamos arriscar! Pois tive outro dia maravilhoso. Eu mal sabia, mas foi o primeiro passo para que eu assinasse minha própria carta de alforria. Eu não seria mais escravo do tempo! Estava livre!

Entendam. Não é que eu passasse o dia sem saber que horas eram... Mas agora o tempo na minha vida seria marcado de hora em hora e não de minuto a minuto. Ter um relógio de pulso é escravidão! Tire o relógio de pulso da sua vida e saiba as horas por outros meios. Sempre vai ter um celular por perto para saber as horas. Sempre vai ter um amigo por perto escravo do relógio de pulso. Sempre vai ter um computador com seu reloginho no canto inferior direito do monitor. Eles são amigos...O de pulso não!!!

Eu acabei me tornando um homem mais feliz e um profissional melhor. Tudo isso por não usar relógio de pulso.

Pronto. Essa foi uma das regras que eu foquei na vida para ser mais feliz.

A próxima regra não foi inventada por mim. Eu roubei de alguém especial.

A regra é: Não assista jornal na TV.

Como de costume vamos às explicações. Eu era criança. Meu avô morava com a gente. Era uma figuraça...Já morreu a mais de 10 anos. Ele curtia muito televisão. Sabe como é...Velho não tem amigos para sair e se divertir. Ainda mais em cidade grande. Velho só tem parentes e vizinhos. Então a TV é uma grande companhia. Eu percebia que meu avô não assistia muito jornal na TV. Achava estranho, pois eu via todo adulto correndo para a frente da telinha quando começava o jornal e achava que todos eles seriam assim. Mas meu avô desligava a tv.

Um dia eu perguntei por que ele não estava vendo jornal e ele me disse:

Para quê? Desde que eu tinha a sua idade as notícias são as mesmas. É só miséria igual dia após dia após dia. Eu prefiro não saber.

Na hora eu não entendi bem o que meu avô queria dizer. Afinal eu era criança e tudo para mim era novidade. Mas com o tempo fui notando que ele estava coberto de razão. As matérias são sempre iguais.

No início do ano falam que material escolar aumentou de preço e a briga de vagas na escola pública. Depois só se fala em carnaval. Quando é tempo de seca nos EUA falam sobre incêndios na Califórnia e as mansões queimadas, no período de chuvas no Brasil falam sobre as mortes nos desabamentos de encostas. Toda véspera de data comemorativa vão surgir as matérias iguais com comerciantes dizendo que esperam um aumento de vendas de 10 % em relação ao ano passado. Antes da Semana Santa sai a matéria sobre o aumento no preço do bacalhau. Em época de vestibular, sempre vai ter a matéria sobre os alunos que chegaram atrasados e não entraram. No fim do ano é época das matérias sobre emprego temporário e expectativa de emprego definitivo. Ah! E a clássica matéria sobre as previsões de ano novo com videntes, cartomantes e mães de santo....Com alusão às simpatias na hora da virada.

Tudo igual... Ano após ano as mesmas notícias. Acho que, num estudo mais cuidadoso, dá para fazer um mapa das matérias que vão aparecer no jornal.

Ok...Mas isso é motivo para não assistir ao jornal? Não na minha idade. Eu tenho 31 anos. Mas quando se está com 70 ou 80 a coisa deve cansar!

Mas acabei descobrindo outro motivo para não assistir jornal na TV. Vamos lá:

Eu acordo tranquilo. Sorrio, dou bom dia a minha esposa, afago minha cadelinha, abro a janela e vejo um belo sol com passarinhos cantando! Então ligo a tv e está passando o jornal. É quando o sangue espirra na tela. Descubro que um PM foi assassinado a tiros num ponto de ônibus, que um pai de família capotou o carro, morrendo e deixando sua esposa e filho desconsolada... É de doer, a visão de desespero da esposa chorando... E o filhinho de 5 anos perto do caixão do pai? Então vem a matéria sobre a bala perdida que acertou a janela de uma senhora de 60 anos dentro da sua própria casa, da epidemia de cólera que matou vários somalianos, do atentado terrorista que estraçalhou uma escola infantil na Inglaterra, o novo imposto que vai arrancar mais dinheiro da minha parca conta...

Depois de tudo isso eu saio para trabalhar... Feliz? Claro que não. Nem lembrava mais do beijo que dei na minha esposa ao acordar, da festa que minha cadelinha fez ao me ver, muito menos do canto dos pássaros. Até o belo sol me irrita... Por que vai fazer um calor danado!!! Sol desgraçado! Vai queimar tua mãe!

Ok...Trabalho e volto pra casa para almoçar. Estou com um humor um pouco melhor. Encontro minha esposa, minha cadelinha, sentamos na mesa...Oba! Temos lasanha!!! Ligo a TV e... Não!!!! Jornal de novo!

Sabe todas aquelas notícias ruins da manhã? Pois eles repetem com ênfase e ainda acrescentam novas desgraças. Novamente fico triste. Mas não acabou. Eles ainda acrescentam uma bela matéria falando sobre o mal que massas fazem no organismo humano, com direito a um close numa cirurgia bariátrica... Eu olho para meu prato...Depois para minha barriga... Por fim para minha esposa e reclamo com ela por só fazer essas coisas calóricas! Será que ela quer me matar aos poucos? Levando, chuto a cadelinha e saio para uma tarde de trabalho.

Voltando à noite, humor mais ou menos. Cansado e precisando relaxar. Um beijo tímido na esposa, a cadelinha nem chega perto...Vamos tomar café? E ligar a TV? Opa! Jornal! Desgraça, morte, imposto tristeza...No meu bairro, na minha cidade, no meu estado , no mundo!

Vou dormir feliz? Como?

Agora vejam como é o meu dia:

Eu acordo tranquilo. Sorrio, dou bom dia a minha esposa, afago minha cadelinha, abro a janela e vejo um belo sol com passarinhos cantando! Então ligo a tv...E o aparelho de DVD. Coloco um show de uma banda qualquer, ou ligo o rádio... A depender do tempo assisto um episódio de uma série de comédia qualquer...As vezes vejo até um filme ou leio algumas páginas de um livro. Tomo meu café sorrindo, brinco mais um pouco com minha cadelinha, me despeço de minha esposa com um bom beijo e vou trabalhar.

Chego com um belo sorriso no trabalho, volto pra casa para almoçar e sigo o mesmo ritual de diversão. Dou uma "internetada" rápida. Nada de jornal na TV.

À noite, o mesmo esquema. De preferência um bom filme e durmo feliz da vida pronto para um novo dia seguinte.

Muitos de vocês devem estar pensando: Esse cara é um desinformado! Na verdade eu sou mais bem informado do que vocês pensam. Entendam. As coisas importantes vão chegar nos seus ouvidos ou olhos uma hora ou outra. E eu não estou descartando as noticias ruins de todas as mídias. Eu abro todo dia a internet de manhã, de tarde e de noite e todo portal coloca as notícias importantes na cara. As mídias escritas são importantes, mas possuem um detalhe que a TV não tem. Você pode escolher o que quer ler! A TV te empurra tudo e o jornal escrito te deixa filtrar o que te interessa. O jornal da TV é o grande problema. Ele te deixa triste nos momentos que você deveria estar mais alegre!


Vamos para outra regrinha. Essa é meio complicada por que depende do "gênio" de cada um: Nunca fale mal de nada nem ninguém! Isso pode te ajudar muito a ser feliz e ainda de quebra te dar um upgrade na vida social e profissional.

Uma vez eu li uma matéria sobre uma pesquisa que psicólogos fizeram. Eles descobriram que as pessoas que ouvem alguém falar mal de outra pessoa, associam os defeitos relatados ao fofoqueiro.

Funciona mais ou menos assim. Imagine que você é um fofoqueiro de carteirinha. Numa conversa com um amigo você solta:

Sabe fulano? Não sei como você anda com ele. É muito antipático. E cicrano? Caramba! mentiroso ele, não? Ah! Eu soube que beltrano tá traindo a mulher...Safado ele, não?

Pois é...O lance é que, inconscientemente, o ouvinte associa os defeitos "antipático", "mentiroso" e "safado" ao fofoqueiro.

Se o fofoqueiro é um cara insistente, ele acaba sendo antipatizado e evitado não só por ser inconveniente, mas também pela associação de qualidades negativas a sua pessoa.

O grande lance é que o inverso também acontece! Se você é uma pessoa que só faz comentários positivos, as qualidades também são associadas a você!

Sendo assim aprenda a tirar boas qualidades até de quem você não gosta muito... E das coisas que te desagradam. Não expor negativismo faz um bem danado. Hoje em dia com esses fóruns de orkuts da vida, as pessoas entram em várias comunidades que representam sua personalidade. Conselho? Fuja de tudo que você odeia. Aliás...Fuja da palavra "odiar" e suas variações. Nada de "Odeio acordar cedo", "Odeio fulano da TV", "odeio refrigerante", "odeio o ódio"

Lembrem...Qualidades te fazem sorrir, negativismo te faz entristecer. A dica é explorar as qualidades ao máximo!

Realçar qualidades ainda podem te tirar de saias justas e te deixar bem na fita. Querem uma historinha? Lá estava eu na faculdade e vejo dois colegas numa mesa da biblioteca. Na mesa ainda tinha um calouro. Sento com eles e rola um papo sobre professores em geral. O calouro querendo saber o que tinha pela frente. Meus dois colegas dispararam todos os podres e negatividades dos professores. E eu, na minha, fazendo o papel de "não é bem assim". Então surgiu um papo sobre um professor que estávamos encarando no semestre. O sujeito era... Polêmico e não agradava a maioria. Os meus colegas detonaram o professor. Já eu tentei puxar as qualidades dentro do possível Ele era carrasco? Sim, mas também um bom professor tem mesmo que cobrar! Era um cara sério e não brincava com ninguém? Sim, mas ele encarava com seriedade a profissão, focado no que tinha a ensinar. Gente...Juro que deu trabalho para puxar coisas boas, mas eu fiz. E nem foi uma coisa forçada. Depois que você encara essa de ver o lado bom da vida, a coisa sai naturalmente.

Sabe o grande lance da história acima? O calouro era filho desse professor! Digamos que na minha faculdade a nota não é dada em pontos e sim em conceitos. Então não tem essa de tirar 10 ou 9,7 numa prova. É algo tipo "ruim, médio, bom e excelente". E o tal conceito depende da boa vontade do professor. Então você pode acertar uma questão e ele dizer que a sua resposta foi incompleta. Em resumo. Na aula seguinte ele fez um comentário tipo: Tô sabendo que tem aluno aqui que não gosta de mim... Ainda bem que tem quem me defenda!

Como eu disse antes, o cara era meio polêmico. Tinha mania de perseguir alguns alunos... Eu posso dizer que fui um bom aluno na faculdade, mas ele notadamente me ajudou nas notas, ao passo que meus colegas de conversa foram prejudicados.

Viu! Ser agradável ajuda... Ainda mais quando você não sabe com quem está conversando nem quem está ouvindo.

Pronto. Não uso relógio de pulso, paro de assistir jornal na TV e paro de falar mal das coisas da vida. Eram só essas regras? Talvez sejam as principais por serem novidade. Acho que nenhum desses livros de auto-ajuda falaram sobre isso. O resto é de senso comum:

Faça poupança, não use cartão de crédito para comprar coisas do dia a dia, faça exercício físico, conserve alguma diversão que fazia quando criança, tenha um hobby, pensamento positivo, não perca contato com os amigos de infância, blá blá blá.

Ah...E se quiser use filtro solar.

Por fim peço desculpas pelo texto incompatível com nosso tema. Mas o bom da mensagem escrita é que  você só lê o que quer. E se você chegou até aqui, é por que estava interessado. Então viva novamente!

13 comentários:

diogo disse...

E se vc não é flamengo troque de time rapidamente tbm ajuda!!!

Rodrigo Diego Schols disse...

Nunca comentei nada mas esse merece, (não de atenção aos meu erros de escrita). Eu concordo com oque você disse do começo ao fim, a maioria das pessoas acham dificil de achar maneiras para serem felizes e mal sabem que são coisas simpres como você disse, e as vezes são elas mesmas que faz pequenos problemas se tornarem um tormento em suas vidas, Resumindo pra ser feliz tem que fica em volta de coisas felizes.
Abraços

Gabriel disse...

Texto muito bom!!!
Acho q nunca comentei em seu site, embora já tenha lido todas os posts. SOu bastante fã e sempre que dá dou uma visita pra ver se tem material novo.

Gostei muito do texto e a partir de agora tentarei seguir as regras. São faceis e existe toda uma lógica por tras delas.

Por mais que o texto não tenha muito a ver com o tema do site, achei realmente bom.

Espero q continues com o site por muito tempo! Parabéns!!

Abraços

Gabriel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
master_e2 disse...

Parabéns pelo texto, apesar de não ter muito haver com o tema do blog foi de grande valor!
Eu sou um visitante e textos como esse é que fazem esses visitantes voltarem... T+

Ana Carolina disse...

Adorei o texto, Claudio!

Digo mais, passei a ser uma pessoa melhor quando adotei certas condutas como:

Não se importar com quem te ofende, e não revidar ofensas com ofensas. Se você sabe quem é e gosta de o ser, oq os outros pensam de você pouco importa.

e

Se você não pode acrescentar algo positivo, faça o possível para não criticar negativamente também.

Isso eu aprendi dando topadas pela vida... rss

Roberto disse...

Muito bom o texto... descobri o blog por acaso... rsrs dei sorte! Vou favoritar!

Anônimo disse...

Gostei muito dos comentarios. Acho que não foge do tema do blog, ja que as pessoas que frequentam não estão interessadas só em casos sobrenaturais, até porque a vida não gira só em torno disso. O segredo da felicidade é um mistério, independente de qualquer pessoa ou religião, o principal motivo que não pode faltar é ter Jesus no nosso coração. Depois disso, consequentemente passaremos a viver com o que você disse! Parabéns pelo blog e frequento sempre que posso! Abraço! Julio
PS: Apague o comentário que eu fiz acima!!

Waysman disse...

Ae Claudio, cada vez se superando, ;D...
Cara algumas pessoas se preocupam demais com coisas difíceis que nem sempre dão certo para ir la buscar a tal "felicidade" que é relativa para cada pessoa, mas pouquíssimos sabem que a felicidade está nas coisas simples e são coisas simples mesmo. E cara, ficar se queixando da vida é uma das piores coisas que tem, pois te deixa mais triste em qualquer circunstância.

Gustav disse...

Nossa realmente ajudou, ainda mais agora que estava meio em crise, mas muito obrigado mesmo cara ajudou bastante.

Carol disse...

A parte do jornal é exatamente igual ao que eu sempre fiz e ninguém nunca me entendeu, e sempre me acharam desiformada! Pobres pessoas infelizes. :)

Anônimo disse...

Eu não uso relógio deste que eu tinha uns 15 anos de idade e hoje estou com 39 anos e não acho falta nenhuma e além que não olho jornais e nem vejo novelas, meu tempo é para mim e minha família, e sou muito feliz assim,o tempo é pequeno e devemos usar para estar de bem com nos mesmos e nossa família, e viva Chile

Anônimo disse...

E parabéns pelo excelente conteúdo que traz em seu blogger , Deus e abençoe sempre....